RADIOLOGIA

Formação que capacita profissionais para atuação em ampla variedade de espaços de saúde e diagnóstico. O curso oferece o instrumental necessário à operação e leitura de exames de imagem e processos terapêuticos

Técnico em Radiologia

Técnico em Radiologia

Nível de Ensino

Curso Técnico

Modalidade

Presencial

Titulação

Técnico

Duração

4 Módulos

Valor

R$ 580,00/Mês

 

Contexto

As empresas, hospitais, laboratórios, clínicas e outros requerem trabalhadores cada vez mais qualificados. À destreza manual se agregam novas competências relacionadas com a inovação, a criatividade, o trabalho em equipe e a autonomia na tomada de decisões medida por novas tecnologias da informação.

Perspectivas Profissionais

Um técnico precisa ter competências para transmitir com maior desenvoltura e atender as várias demandas de uma área profissional, não se restringindo a uma habilitação vinculada especificamente a um posto de trabalho. O uso incorreto das máquinas de radiologia e o despreparo dos técnicos que as operam levam o Brasil a desperdiçar de 10% a 20% do total de radiografias feitas no País. Pesquisa realizada no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUFF), da universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mostra que, nesta unidade, o prejuízo anual é superior a R$ 1 milhão. Até 15% das radiografias feitas nos aparelhos do hospital apresentam erros que as inutilizam. Segundo Ana Cecília Fedrosa de Azevedo, Professora de Pós-Graduação Em Radiologia da Faculdade de Medicina da UNFJ, além do desperdício, a má utilização das máquinas tem consequências ainda mais graves, como a possibilidade de câncer no paciente, derivada da exposição excessiva ao raio-X. A referida professora já encontrou aparelho mal calibrado que liberava uma dose de radiação até cinquenta vezes mais forte do que deveria. O que é muito grave. As máquinas podem ainda causar danos indiretos. Uma mamografia que não detecta um nódulo, por exemplo, pode retardar o diagnóstico e as chances de tratamento do paciente. Como sabemos nesse tipo de doença o fator tempo é precioso. Acrescenta ainda a pesquisa que mais de 90% das máquinas em uso estão descalibradas. Em nossa região do estado, temos também problemas no que se refere aos operadores das máquinas. O grau de instrução é pequeno com relação as novas tecnologias, impedindo alguns hospitais de manterem este setor. Municípios como Timbé do Sul e Praia Grande não Possuem o setor de radiologia, certamente além de outras dificuldades, a falta de bom técnico tem desmotivado as direções de implantarem. Jacinto Machado, Meleiro, e o Hospital Regional de Araranguá, têm nos solicitados o curso, como meio de melhoria para a região. E assim sendo nossa Instituição enquadra-se no que busca o CONSELHO REGIONAL DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA, melhorar o grau de instrução, a qualidade no atendimento e servir como estímulo para continuidade no Ensino Superior.

 
 
 

Legislação

O Curso Técnico de Nível Médio em Radiologia, eixo tecnológico do Ambiente e Saúde, foi aprovado pelo Parecer de Autorização nº 399/2004 – CEE/SC

Missão

Formar profissionais Técnicos em Radiologia com competências cognitivas, psicomotoras e afetivas para atingir mais um grau voltado para a saúde, prevenção e ao diagnóstico, fundamentadas nos conhecimentos técnico-científicos, éticos, políticos e educacionais. Inserir um profissional na sociedade, que com adequada habilitação, contribuirá para a vida dos que estarão em suas mãos onde atuará sob a supervisão de um médico Radiologista.

 

Objetivo Geral

Atender os princípios norteadores enunciados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Profissional de Nível Técnico. 

 

Objetivos Específicos

- Formar profissionais técnicos em radiologia qualificados para prestar serviços na área de prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças através do uso de radiações;

 

- Proporcionar formação, nos níveis teóricos e práticos, possibilitando ao aluno ser um profissional capaz de responder às demandas institucionais e sociais;

 

- Incentivar os futuros profissionais ao diagnóstico de problemas e busca desoluções, para a revisão de rotinas de trabalho, considerando os aspectos sociais e éticos da profissão.

 

Perfil do Egresso

A habilitação profissional – Técnico em Radiologia – Radiodiagnóstico – Consta do catálogo da Organização Internacional do trabalho – OIT, com as seguintes atribuições: “Manejar aparelhos de Raio-X para realizar radiografias com a finalidade de facilitar o diagnóstico médico. Preparar o paciente para expô-lo aos raios-X e, quando necessário, fixar placas de chumbo para proteger as partes do corpo que não devem ser expostas. Acionar comandos dos aparelhos, regulando a duração e a intensidade da exposição. Realizar radiografias ou aplicar tratamento de Raio-X sob direção do médico radiológico. Revelar, lavar e secar os filmes radiológicos. Efetuar pequenos reparos nos equipamentos. Manter registros e arquivos dos procedimentos.”

 

Atuação Profissional

Docência em cursos da área da Saúde, no Ensino Técnico e em Especializações ligados à Radiologia; Atividades de pesquisa e extensão; Atividades de Assistência; Comunidades, Rede Básica de Saúde, Rede hospitalar, Radioterapia, Aeroportos, Clínicas de imagem e diagnóstico; Atividade empresarial (como técnico em Radiologia industrial); Atuação em Entidades e órgãos de classe (Conselho Federal de Radiologia, Conselho Regional de Radiologia, Sindicato da Saúde).